Seguidores

terça-feira, 31 de maio de 2011

Karl Marx – Modo de Produção e Luta de Classes


Modo de produção é a maneira como se organiza a produção material em um dado estágio de desenvolvimento social. Essa maneira depende do desenvolvimento das forças produtivas (a força do trabalho humano e os meios de produção, tais como máquinas, ferramentas, etc.) e da forma das relações de produção.
Marx define os seguintes modos de produção dominantes em cada época: o comunismo primitivo; o escravismo na Antiguidade; o feudalismo na Idade Média e o capitalismo na Idade Moderna.
A passagem de um modo de produção a outro, segundo o filósofo, dá-se no momento em que o nível de desenvolvimento das forças produtivas entra em contradição com as relações sociais de produção. Quando isso ocorre, há um sufocamento da produção em virtude da inadequação das relações nas quais ela se dá. Nesse momento, surgem as possibilidades objetivas de transformação desse modo de produção.
De acordo com Marx, caberia à classe social que possui, nesse momento, um caráter revolucionário intervir por meio de ações concretas, práticas, para que essas transformações ocorram. Foi o que aconteceu, por exemplo, na passagem do feudalismo ao capitalismo, com as revoluções burguesas.
Marx sintetiza essa análise na afirmação de que a luta de classes é o motor da história, isto é, a luta de classes faz a história se mover.
A história de todas as sociedades que existiram até nossos dias tem sido a história das lutas de classes. Homem livre e escravo, patrício e plebeu, senhor e servo, mestre de corporação e aprendiz; numa palavra, opressores e oprimidos, em constante oposição, têm vivido numa guerra ininterrupta, ora franca, ora disfarçada; uma guerra que terminou sempre, ou por uma transformação revolucionária da sociedade inteira, ou pela destruição das duas classes em luta[1].
De acordo com Marx, o capitalismo também criou uma classe revolucionária que, em virtude de suas condições de existência, deve se organizar para, no momento oportuno, fazer a revolução social rumo ao socialismo. Essa classe revolucionária seria o proletariado.



[1] Manifesto Comunista, 1848.
------------------------------------------------------------------------------------
COTRIM, Gilberto & FERNANDES, Mirna. Fundamentos de Filosofia, São Paulo : Saraiva, 2010

Mais sobre Marx? Clique no link

13 comentários:

Anônimo disse...

EUTEAMOSEMPREMUITO!

Anônimo disse...

euteamo!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
raquel livia disse...

Sua explicação foi bastante útil. Já havia lido em vários lugares sobre os modos de produção de Marx. Mas somente com sua explicação consegui entender.

Muito obrigada!

Anônimo disse...

Cara obrigada só com a sua explicação consegui entender uma coisa tao simples que eu nao consegui encontrar em outros sites, agradeço mesmo !

Anônimo disse...

caara obrigada mesmo ! só com essa tua explicação entendi uma coisa tao simples que nao consegui compreender em outros sites, obrigada !

Alex Lima disse...

Perfeito, só aqui consegui entender, vlw mesmo!

Unknown disse...

Excelente ,muito útil e proveitoso!

Léya Bastos disse...

Útil e proveitoso

Léya Bastos disse...

Claro e preciso

Léya Bastos disse...

Excelente ,muito útil e proveitoso!

Joyce Garcia disse...

Parabéns, gostei muito da sua explicação e consegui entender quais os modos de produção.

Serviço Social Estácio-FIR disse...

Explicação mais que perfeita !!!!!!!!!!!!!!!!!!